Filmes

Filme de Domingo: After

Título Original: After

Lançamento: 2019

Diretor: Jenny Gage

Gênero: Drama, Romance

Sinopse: Tessa Young é uma jovem com uma vida simples, ótimas notas na escola, muitos amigos e um bom namorado. Todos os próximos passos de sua vida já estão planejados, mas as coisas mudam quando ela conhece um homem atraente e cheio de segredos sombrios.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=ZFOW3Abm-n0

Opinião do Bananas: Não li o livro e até o momento não senti vontade de engajar essa leitura, assim comentarei sobre o filme apenas.

Com meia hora de filme já tava cansada de assistir, aquele básico bad boy cheio de problemas que conhece uma menina até então inocente, que tá começando a experimentar coisas novas na vida. Ouvi que os livros possuem uma grande problemática de relacionamento abusivo mas no filme foi transformado em um romance adolescente, até uma versão de Complicated toca no filme pra deixar maior a sensação de filme adolescente.

Apesar de tudo gosto que a personagem Tessa ela mesma até o final, apenas aprendeu com o erros e escolhas. Devo dizer que a interpretação da atriz não é muito boa.

Os últimos 20 min. do filme tem uma certa emoção mas nada demais, tudo foi muito previsível.

02 bananinhas

Anúncios
Livros

Um Chalé na Colina- Sandra Brown

Autora: Sandra Brown

Lançamento: 1984

Páginas : 125

Título Original: Send no Flowers

Tradução: Maria Albertina Jeronymo

Gênero- Categoria: Romance

Editora: Nova Cultural (Sabrina)

Sinopse: Alicia Russell se desdobra para criar sozinha os dois filhos, após a morte do marido. Mas quando uma forte tempestade ameaça arruinar as férias da família num chalé nas montanhas, Alicia é obrigada a aceitar a ajuda de um desconhecido. Não demora muito para que o atraente vizinho lhe ofereça bem mais do que abrigo da tempestade… Bonito, sensual e misterioso, Pierce Reynolds cobre os filhos de Alicia de atenção e carinho, e a faz lembrar de como é sentir-se desejada. Porém, ao mesmo tempo que Pierce parece querer seduzir Alicia, ele faz questão de mantê-la a uma distância segura, com a única explicação de que quer evitar mágoa e sofrimento. Alicia sabe que não pode desistir de Pierce sem lutar…Mas como ela conseguirá convencê-lo de que vale a pena correr todos os riscos para viver um grande amor?

Opinião do Bananas: Livreto de romance de banca, e digo logo, já li melhores. Bem parado, sem muito conteúdo apesar do potencial de ser uma boa leitura, possui todos os elementos pra um romance agradável porém foram mal aproveitados.

01 bananinha

Livros

Leituras Abandonadas #1

Decidi criar coragem depois de um pequeno hiato (devido falta de criatividade e incentivo) de voltar a escrever, e como tópico discutiremos as leituras que abandonei e o motivo pro trás do desinteresse.

O primeiro livro é Fadas de Dreamdark – Blackbringer, da Editora Novo Século, primeiro livro da autora Laini Taylor que escreveu o maravilhoso universo de Feita de fumaça e osso , apesar de ser apaixonada pela escrita da autora ler Fadas de Dreamdark foi uma experiência tediosa. O livro possui uma escrita muito lenta com detalhes desnecessários que não permite um interesse imediato. Uma leitura realmente infantil, contudo acho difícil uma criança comum gostar de uma leitura de  mais de 200 páginas. Livro abandonado por volta do capítulo 10.

Ainda o tenho na estante pois foi um presente com direito a dedicatória fazendo assim ser uma lembrança da qual não desejo me desfazer.

O próximo livro é A Vidente da autora Hanna Howell em parceria com editora Lua de Papel, por esse logo no início senti desgosto tendo em vista que a história se passa no século 18 e não gosto muito de histórias de época. No primeiro par de capítulos abandonei a leitura por completo, sem maiores motivos apenas por não ter vontade de continuar leitura, sendo que é uma serie composta por 4 livros assim acabei doando o livro.

Nessa continuação de desistências temos Razão e Sensibilidade da Jane Austen, apesar de a edição da Martin Claret que li ser linda, com diagramação perfeita, capa digna de ser mostrada na estante, não vale a pena o tédio que se apoderou de mim lendo essa história, até o filme baseado nesse livro me deu sono (que sinceramente é melhor que o livro pois foi bem resumido.) Me desculpem o fãs desse livro mas não pude continuar tal leitura, espero que os próximos livros de Jane Austen sejam melhores.

Meu problema com Razão e Sensibilidade foi as descrições absurdamente cheias de detalhes que para a história não são tão importantes, contudo consegui ler um pouquinho mais da metade. Tive esse mesmo problema com Madame Bovary que terminei de ler com muita luta.

O último livro dessa lista até o momento é A menina que roubava livros do Markus Zusak, da Editora Intrínseca, que ao contrario do normal foi ao longo da leitura que o abandonei, a escrita não é tão atrativa e  a história não desenvolveu a ponto de me fixar na leitura assim simplesmente o deixei de lado.

Assim como Razão e Sensibilidade, A menina que roubava livros ainda permanecem em minha estante apenas para apreciação da beleza da capa.

Tenho certeza que ao longo da minha vida como leitora haverão outros livros dos quis perderei o interesse e sempre que houver posto mais sobre estes.

Filmes

Filme de Domingo: Lift Me Up

Título Original: Lift Me Up

Lançamento: 2015

Diretor: Mark Cartier

Gênero: Drama familiar.

Sinopse: Uma adolescente, que recentemente perdeu a Mãe, encara os desafios do Ensino Médio e seu super restrito padrasto. Através de crescimento pessoal e uma surpreendente dedicação a dança, ela aprende a encontrar paz e felicidade na Família. (via: Filmow)

Trailer:

Opinião do Bananas: Filme sobre perda familiar, com cenas e história simples. Contudo achei bem emotivo em certas cenas, um pouco previsível mas consegue transpor que em meio a perda da pessoa pela qual você se espelha é normal sentir e expressar o que sente, se sentir perdido sem saber como agir ou quer fazer.

Sentimentos reprimidos levam a péssimas decisões.

Sentir e se permitir sofrer é a única forma de seguir em frente.

03 bananinhas

 

Filmes · Uncategorized

Filme de Domingo: Overboard

Título Original: Overboard

Título: Um pulo para a felicidade

Lançamento: 1987

Diretor: Garry Marshall

Gênero: Comédia Romântica.

Sinopse: Após maltratar um rude marceneiro, uma milionária esnobe cai de seu iate e acaba perdendo a memória. O sujeito, ao perceber a amnésia da patroa, busca se vingar tentando convencê-la de que é seu marido. Agora, ela viverá uma vida simples e sem luxo. (via: wikipédia)

Trailer: 

E o Remake de 2018:

tulo Original: Overboard

Título: Um salto para a felicidade

Lançamento: 2018

Diretor: Rob Greenberg

Gênero: Comédia Romântica.

Sinopse: Kate é uma trabalhadora que luta para sustentar três crianças, mas acaba sendo injustamente demitida pelo milionário e egoísta Leonardo. Porém, a rotina do ricaço muda completamente quando acorda com amnésia após um acidente. Como forma de vingança, Kate decide fingir que é sua esposa e coloca Leonardo para trabalhar pela primeira vez em sua vida.

Trailer:

Opinião do Bananas: Uma nova moda se estabeleceu no mundo cinematográfico, que é os remakes com inversão de gênero nos personagens. Nesse caso, no primeiro filme a mulher que era a riquinha esnobe e no remake o homem que é o playboy da vez.

Ambos os filmes são divertidos, o primeiro de 1987 é bem exagerado mas apaixonante da mesma forma, além de arrancar boas risadas.

Ótimos filmes pra assistir com a galera.

04 bananinhas

Livros

Madame Bovary- Gustave Flaubert

Autor: Gustave Flaubert

Lançamento: primeira publicação em 1856, mas minha edição é a da Abril Coleções de 2010.

Páginas : 448

Título Original: Madame Bovary

Tradução: Fúlvia M. L. Moretto

Gênero- Categoria: Literatura Francesa/ Drama

Editora: Clássicos Abril Coleções

Sinopse: Retirado do site do Grupo Companhia das letras: “Madame Bovary, publicado pela primeira vez em 1856, ainda é uma história atual sobre desilusão, infidelidade e a busca da felicidade. Revolucionário em sua época, foi o primeiro romance a exprimir a extenuante busca de Gustave Flaubert pela perfeição.”

Opinião do Bananas:

-Sobre a edição: A que me pertence é elaborada pela Abril Coleções Clássicas, encadernada em tecido, com marcador de cetim embutido, muito linda com um “ar” vintage (de livro antigo mesmo que fica morto de lindo na estante).

-Sobre a história: Este romance realista trás diversos assuntos preocupantes para a época em que foi publicado e que hoje ainda acontecem, como transtorno de comportamento/ personalidade, frustração com a vida conjugal, infidelidade, e outros. Na história, Emma pensava que sua vida seria diferente, cheia de luxos, mais interessante e não uma vidinha monótona em uma pequena vila pacata. Por sentir esse vazio e ânsia de algo mais acaba buscando aventuras, adquirindo débitos enormes dos quais não tem condições de pagar, amores avassaladores nos braços de outros que para a mesma era uma constante busca por romances descritos nos livros que lia.

Emma vive constantemente insatisfeita com a vida que leva, refletindo seu desagrado em sua filha e no esposo sem consideração e grande egoísmo.

Devido ao grande impacto causado até hoje por este clássico criou-se o termo na Psicologia,  Síndrome de Madame Bovary ou Bovarismo, quando nada trás felicidade devido a negação de sua realidade.

-Sobre a leitura: A única coisa que me deixou bem chateada nessa leitura foi a lentidão em que se desenvolve, porém entendo que é devido a escrita, pois o mesmo foi escrito em 1858 e ao longo dos anos foi adaptado e traduzido mas a forma coloquial permanece pois é a parte da essência do livro. Leitura super arrastada.

04 bananinha… só não ganha mais pela lentidão.

Livros

A Liga Extraordinária, Volume Um- Alan Moore e Kevin O’Neil

Autor: Alan Moore e Kevin O’Neil

Lançamento: BR 2010 (Começou a ser publicado em 1999)

Páginas : 418

Título Original: The League of Extraordinary Gentlemen

Tradução: Fábio Fernandes e Fabiano Denardin

Gênero- Categoria: História em Quadrinho.

Editora: Panini Books

Sinopse: Em 1999, o celebrado e lendário roteirista Alan Moore se juntou a seu compatriota ilustrador Kevin O’Neill para trazer ao mundo uma de suas criações mais geniais: um grupo de “heróis” a serviço de sua majestade a rainha da Inglaterra no final do século 19.

Até aí, nada demais… mas a grande diferença é que Moore e seu comparsa resolveram convocar para seu pequeno grupo de agentes secretos as maiores figuras literárias do período. Mina Murray, Capitão Nemo, Allan Quatermain, Mr. Hyde e o Homem-Invisível: são esses párias e heróis esquecidos que terão que livrar o império de uma ameaça nunca antes vista em nenhum dos clássicos livros dos quais fizeram parte! ( Via: hotsite panini)

Opinião do Bananas: Edição linda, capa dura, cheia de extras, roteiros, ilustrações originais.

A Liga Extraordinária é um grupo de personagens derivados outras Literaturas famosas, por exemplo Drácula, Mil léguas submarinas, As minas do Rei Salomão, O Médico e o monstro, O retrato de Dorian Gray, etc (é tipo uma meia versão britânica, gótica e literária dos Vingadores rsrs)

As Edições Definitivas são compostos por 3 volumes e um spin off, o volume 1 contém os quadrinhos do 1 ao 6. Lembrando também que a Liga é parte do universo DC Comics (em parte eu acho).

05 bananinhas