Livros

Maus: a história de um sobrevivente – Art Spiegelman

Autor: Art Spiegelman

Lançamento: 1980

Páginas : 296

Título Original: Maus, a Survivor’s Tale

Tradução: Antonio de Macedo Soares

Gênero- Categoria: História em Quadrinhos/Holocausto

Editora: Quadrinhos na Cia.

Sinopse: Maus (“rato”, em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. No ano seguinte, o livro ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura. A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de especialistas de diversas áreas – história, literatura, artes e psicologia. Em nova tradução, o livro é agora relançado com as duas partes reunidas num só volume. Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros. Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto. Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.

Opinião do Bananas: História crua e real. Contada da forma como foi vivida.

Todos um dia deveriam ler.

Histórias assim não precisam de opiniões alheias e complementos, precisam apenas de respeito pelo que foi.

05 bananinhas

Anúncios
Filmes

Filme de Domingo: Para Sempre Minha Garota

Título Original: Forever My Girl

Lançamento: 2018

Diretor: Bethany Ashton Wolf

Gênero: Drama, Romance.

Sinopse: Astro do futebol americano, o quarterback Liam estava pronto para se casar com Josie, sua namorada da escola, mas acabou deixando-a no altar para seguir carreira de cantor country. Depois de muitos anos, ele retorna à cidade como um cantor famoso. (Via: Adoro Cinema)

Trailer:

Opinião do Bananas:  Trilha sonora do filme é boa. A história é bem simples, rasa, sem nada de impressionante.

Contudo não deixa de ser um filme divertido, no melhor estilo sessão da tarde, daquele que você assiste pelo passatempo.

Não é ruim, mas também não tem nada de novo.

04 bananinhas

Livros

Livros com Seres Sobrenaturais Diferentes

Hoje é fácil fazer uma lista de livros com histórias de sereias, vampiros, e lobisomens por que existem muitos livros com esses mesmo seres, mas ainda existem aqueles autores que nos surpreendem com uma criatividade de criar novos “seres”.

Aqui mostro alguns exemplos, podendo depois fazer outras listas atualizadas.

A primeira da qual gostaria de falar é da Trilogia Wake da autora Lisa Mcmann que tem post aqui (Wake, Fade e Gone), apesar de não ser necessariamente um ser sobrenatural mas uma pessoa com habilidades sobrenaturais, a personagem tem uma habilidade bem diferente ela é sugada esteja ela dormindo ou não para dentro dos sonhos de outras pessoas, ou seja, ela é um apanhador de sonhos! Incrível né?! Pois é também achei apesar de toda a trilogia ser bem água com açúcar em certas partes.

Uma nota ainda para o livro A peculiar Tristeza Guardada num Bolo de Limão da Aimee Bender que também fala de uma pessoa com habilidades sobrenaturais e nesse caso a protagonista tem a habilidade de saber o sentimento da pessoa que fez ou produziu o alimento que ela ingerir. Falei dele aqui.

Em segundo lugar, falaremos de Emma a metade vampira metade Valquíria retratada em Desejo Insaciável da Kresley Cole, tem post aqui. Até esse livro ainda

não tinha visto uma história sobre Valquírias e nessa série Imortais tem muitas delas.

 

 

 

 

Em terceiro temos a história de uma Golem (criatura de barro da mitologia Judáica) e um Gênio (mitologia Árabe), duas criaturas únicas, que nunca tinha lido sobre, escritas pela autora Helene Wecker no livro Golem & o Gênio.

 

 

 

 

 

O quarto livro é Feita de Fumaça e Osso da Laini Taylor (um dos meus favoritos) que além de falar de anjos fala ainda de Quimeras! Seres construídos com parte de outros

seres a partir de dentes. A história é incrível e foi a inspiração desse post. e Já conversamos sobre ele aqui.

 

 

 

 

E por último falo de Garota Tempestade da Nicole Peeler onde temos Jane True

que é apenas metade humana e a outra metade é uma selkie (criaturas mitológicas da

Islândia, Irlanda e Escócia), fora ela tem diversos outro

seres estranhos, como homens pedra, kelpies, espírito de árvore, entre outros. Falei de Garota Tempestade aqui.

Encerro por hoje essa lista de livros com seres sobrenaturais na esperança de sempre encontrar autores com tal criatividade.

Filmes

Filme de Domingo: Seu Nome

Título Original: Kimi No Na Wa

Lançamento: 2016

Diretor: Makoto Shinkai

Gênero: Animação,Fantasia, Drama.

Sinopse: Dois estranhos encontram-se ligados de uma maneira bizarra. Quando uma conexão se forma, a distância será a única coisa que os manterá afastados?

Trailer: 

Opinião do Bananas: Muito fofo, emocionante e ao mesmo tempo dá um nó na cabeça ao tentar entender o que tá acontecendo.

Baseado em um mangá, que já foi publicado no Brasil.

“Eu estou sempre procurando algo, uma pessoa, um lugar… Não sei  que é ou onde é, mas eu sei que é importante para mim…”

No site Universo Estendido (nesse link) tem uma postagem sobre Kimi No Na Wa e algumas curiosidades, onde ele chama a atenção para uma lenda Japonesa/Chinesa que depois eu aprendi chamar Akai Ito, que fala sobre almas gêmeas .

“Que no momento do nascimento, os deuses amarram uma corda vermelha invisível nos tornozelos dos homens e mulheres que estão predestinados a ser “alma gêmea”. Deste modo, aconteça o que acontecer, passe o tempo que passar as duas pessoas que estiverem interligadas, fatalmente irão se encontrar”. (via: caçadores de lendas.)

Akai Ito:
“Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se, independentemente do tempo, lugar ou circunstância, o fio pode esticar ou emaranhar-se, mas nunca irá partir.”

E aparentemente você pode ter vários relacionamentos mas o verdadeiro amor será unicamente com a pessoa que está na outra ponta do fio.

E esse fio vermelho é a faixa de cabelo da Mitsuha, que depois ela dá pro Taki que usa como pulseira.

05 bananinhas

Livros

Sangue Quente- Isaac Marion

Autor: Isaac Marion

Lançamento: 2010

Páginas : 256

Título Original: Warm Bodies

Tradução: Cassius Medauar

Gênero- Categoria: Ficção Fantástica Americana- Zumbis

Editora: Editora Leya

SinopseO nome dele começa com “R”. Isso é tudo que ele lembra. Mas o que há em um nome se você é apenas um cadáver ambulante esperando apenas pra decompor?

“R” vagueia pelas ruínas de uma América pós- apocalipse sem a mínima idéia de quem ele é, como ele chegou aqui, ou por que ele tem que comer pessoas. Ele só segue o grupo: uma multidão sem mente que se espalhou através do globo e reduziu a civilização a ruínas.

E então ele conhece Julie.

Essa impetuosa jovem sobrevivente é uma explosão de cor na cinza paisagem de “R”, e ele começa a lembra da humanidade que perdeu. Mas o romance improvável dele se torna algo muito maior, atiçando uma revolução que acorda os mortos- e outras, forças mais sombrias.

Sangue Quente é um homem morto buscando por vida. É uma jovem mulher lutando por um mundo melhor. É a Esperança que se recusa a morrer.

Opinião do Bananas: A capa é muito bonita, simples. A cada inicio de capítulo há ilustrações da anatomia humana que também achei uma pegada bem legal.

Quando foi lançado recebeu muitas críticas no entanto este é um livro que deve ser lido de forma cômica, pois trata de assuntos mais profundos porém com um leve tom jocoso.

A sinopse é bem clara, um zumbi com pensamentos profundos sobre a vida.

Tenho uma leve impressão de que o nome dele é Romeu por ele lembrar apenas que seu nome começa com “R” e a menina por quem se apaixona chama Julie (diminutivo de Julieta).

Gostei da leitura, em alguns momentos senti uma lentidão na história mas nada que me fizesse largar o livro.

Sangue Quente é uma série com um total de 4 livros.

Só descobri que era uma série depois que terminei de ler o livro pois fiz uma pesquisa sobre o autor (por que no livro não têm foto dele).

O único lançado no Brasil até agora foi Sangue Quente. Os livros seguintes contam sobre outros momentos da história, mas creio que lendo apenas o primeiro já se torna satisfatório o suficiente, pois não há cliffhanger e nem questões não respondidas.

Não tenho interesse em continuar com a série no momento.

Talvez por medo que os livros seguintes não sejam tão bons quanto o primeiro.

O segundo livro é The New Hunger, é um prelúdio de Sangue Quente:

Sinopse: O fim do mundo não aconteceu da noite para o dia.

Depois de anos de colapsos sociais, guerras e terremotos e marés subindo, a humanidade já estava perto da borda. Então veio um golpe final que ninguém poderia esperar: todos os cadáveres do mundo se levantaram para fazer mais.

Nascida nesta paisagem sombria e sangrenta, Julie, de doze anos, luta para manter a esperança enquanto ela e seus pais atravessam as terras desoladas da América, uma viagem de pesadelo em busca de um novo lar.

Com fome, perdida e assustada, Nora, de dezesseis anos, é a única tutora do irmão depois que os pais os abandonaram nas ruínas não muito vazias de Seattle.

E na escuridão de uma floresta, um homem morto abre os olhos. Quem é ele? O que ele é? Sem pistas além de uma gravata vermelha e da letra “R”, ele precisa desvendar o mistério sombrio de sua existência – logo depois de aprender a pensar, a andar e a satisfazer o monstro uivando em sua barriga.

A Nova Fome é um vislumbre do passado e um caminho para um futuro surpreendente…

O terceiro livro é The Burning World:

Sinopse: R está se recuperando da morte.

Ele está aprendendo a falar, a ler, talvez até a amar, e a população de mortos-vivos está mostrando sinais de vida. Ele quase pode imaginar um futuro com Julie, essa mulher que recomeçou seu coração – construindo um novo mundo a partir das cinzas do antigo.

E então helicópteros aparecem no horizonte. Alguém está vindo para restaurar a ordem. Para devolver as coisas do jeito que estavam, os bons e velhos dias de conforto e controle e os fortes comendo os fracos. A praga é tão antiga quanto a humanidade, e os mortos nunca foram sua única arma.

Como você luta contra um inimigo que está em todos? O mundo pode realmente mudar? Com sua casa invadida por loucos, R e Julie e seu grupo de refugiados esfarrapados mergulham nas terras do outro mundo da América em busca de respostas. Mas há algumas respostas que R não quer encontrar. Uma vida passada, uma antiga sombra, subindo do porão.

O Quarto livro The Living será lançado em 13 de Novembro de 2018:

Sinopse: Antes que ele fosse um cadáver comedor de carne, R era algo pior. Ele se lembra de tudo isso agora, uma vida de ganância e apatia mais destrutiva do que qualquer vírus, e ele vê apenas um caminho para a redenção: ele deve lutar contra as forças que ajudou a criar. Mas o que R, Julie e sua minúscula gangue de fugitivos podem fazer contra o poder insidioso do Axiom Group, a bizarra corporação de mortos-vivos que está devorando o que sobrou da América?

É hora de uma viagem por estrada.

Não há mais país de sobrevoo. Desta vez, eles enfrentarão a loucura no chão, correndo seu trailer pelas terras devastadas enquanto as tensões aumentam e os laços se desenrolam – porque R não é o único que esconde segredos dolorosos. Todos estão em busca desesperada: por uma filha seqüestrada, uma mãe suicida e um menino abusado com um presente que poderia salvar a humanidade … se a humanidade puder convencê-lo que vale a pena salvá-la.

Todos os caminhos levam para casa, para um confronto final com a peste e seus acionistas. Mas esse é um monstro que as armas não podem matar. Uma batalha apenas uma arma pode ganhar…

Para Sangue Quente: 

04 Bananinhas…

 

 

Filmes

Filme de Domingo: Marcados pela Guerra

Título Original: Camp X Ray

Lançamento: 2014

Diretor: Peter Sattler

Gênero: Drama.

Sinopse: Tentando deixar para trás a sufocante e pacata vida de uma cidade do interior, uma jovem decide se alistar no exército na esperança de ser mandada para o Iraque, onde entraria em contato com uma nova cultura. Ela acaba, no entanto, sendo realocada para Guantánamo, onde se depara com uma rotina de ódio e abuso. Mesmo assim, inicia uma polêmica amizade com um dos presos. (via: adoro cinema)

Trailer:

Opinião do Bananas: Apesar de falar sobre Exército, Baía do Guantánamo não há ação, pancadaria, tiro e lutas nesse filme. É um filme dramático, sobre relações interpessoais em um ambiente em que não pode ter relações de forma alguma.

Um vínculo entre pessoas tão diferentes, uma soldada americana buscando fazer a diferença e um detento muçulmano sem vontade de viver,  juntos tentam dar sentido a vida na situação em que se encontram.

A atuação da Kristen Stewart por incrível que pareça é incrível.

Um filme muito emocionante, que não cabe em palavras.

Ela sendo forçada a realizar um trabalho com princípios os quais discorda e ele tentando conviver o resto da vida com a situação, onde apenas um pequeno ato, um pequeno momento afetará o resto da vida de ambos.

05 bananinhas

 

Livros

Divergente, Insurgente e Convergente -Veronica Roth

Autora: Veronica Roth

Lançamento: 2011

Páginas : 502

Título Original: Divergent

Tradução: Lucas Peterson

Gênero- Categoria: Literatura infanto-juvenil/Distopia

Editora: Rocco

Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Autora: Veronica Roth

Lançamento: 2012

Páginas : 511

Título Original: Insurgent

Tradução: Lucas Peterson

Gênero- Categoria: Literatura infanto-juvenil/Distopia

Editora: Rocco

Sinopse: As facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama – e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

Autora: Veronica Roth

Lançamento: 2013

Páginas : 526

Título Original: Allegiant

Tradução: Lucas Peterson

Gênero- Categoria: Literatura infanto-juvenil/Distopia

Editora: Rocco

Sinopse:  A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. Em Convergente, o poderoso desfecho da trilogia de Veronica Roth iniciada com Divergente e Insurgente, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.

Opinião do Bananas: O primeiro livro foi muito bom, porém os seguintes nem tanto. O Plot Twist da trilogia parece forçado demais, como se a autora tivesse criado o restante da história depois do sucesso do primeiro livro.

O segundo livro foi o que menos gostei.

Apesar da trilogia ter desandado há momentos interessantes, que seguram tua atenção como a explicação genética no terceiro livro e os diários da mãe da Tris, como cenas cheias de emoção como o final em que todos descem na tirolesa em homenagem a Tris.

O final é decepcionante, poderia ter sido melhor trabalhado mas creio que foi outra tentativa da autora de finalizar a trilogia, amarar as pontas. Talvez tenham notado que o público não estavam mais gostando da história.

” Só mais um beijo, uma palavra, um olhar, só mais um.”

03 bananinhas